Antes da eletrificação total, a Volvo aposta na conectividade no mercado nacional

Já tendo anunciado para daqui a dois a eletrificação total em seus novos modelos, a Volvo, que é controlada pelo capital chinês, busca oferecer o que mais compatível com sua marca nos diferentes mercados, inclusive, o Brasil, onde atua em nichos considerados de luxo.

Além da segurança que é um item reconhecidamente como diferencial, a Volvo também tem buscado oferecer por aqui em 100% dos seus modelos a conectividade, que no futuro se somará à eletricidade, e daí à autonomia dos veículos, feitos que levarão a indústria automobilística ao largo passo para o futuro.

“A Volvo busca simplificar cada vez mais a vida das pessoas”, afirma diretor Comercial da Volvo Cars no Brasil, João Oliveira “Em um mundo na qual a tecnologia é uma parte essencial do dia a dia, acreditamos que é importante que as pessoas, o nosso veículo e o mundo estejam sempre conectados.”

Para a marca, a conectividade hoje é mais que um argumento de venda – é um caminho sem volta. “Como toda tecnologia que facilita a vida das pessoas, a partir do momento que se consolidar como uma mudança cultural, de hábito, já não será mais um diferencial do produto, mas sim um qualificador básico”, acredita Oliveira.

 

 

Todos os modelos da Volvo oferecidos no Brasil são conectados. O destaque fica para o sistema Volvo on Call, disponível em 100% nos veículos da marca e gratuito por um período de dois anos.

O Volvo on Call é um sistema de segurança pessoal, proteção do veículo e de conveniência. O veículo é monitorado 24 horas por dia, 7 dias por semana por uma central que pode disparar imediatamente auxílio em caso de acidente, bloquear o veículo em caso de roubo e auxiliar em sua localização.

Além disso, através de um aplicativo para celular, o proprietário pode ter acesso a funções muito convenientes como abrir e fechar o veículo, dar partida remota no motor, enviar um endereço diretamente para o navegador do veículo ou verificar avisos de revisão ou necessidade de manutenção.

Para Oliveira, a conectividade, como toda nova tecnologia, a partir do momento em que a escala de produção aumenta e o sistema é oferecido em mais unidades, o custo de produção cai. “Certamente, uma vez que a conectividade será cada vez mais um item básico esperado pelo consumidor. Ao invés de um diferencial, será cada vez mais um qualificador na cabeça do cliente”, resume.

Para o diretor comercial da Volvo Cars no Brasil, atualmente já não existe mais um perfil específico de consumidor que busca a conectividade. Basicamente todas as pessoas se interessam pelo assunto. “Considerando que em outros aspectos da vida cotidiana a conectividade já é uma realidade, como os smartphones, é natural que todas as pessoas já tenham familiaridade com o tema e expectativas formadas.”

A Volvo acredita que o futuro próximo passará por integrar cada vez mais o carro a diversos outros aspectos da vida das pessoas através da conectividade. O desenvolvimento destas tecnologias em breve nos levará ao carro autônomo onde, com alto nível de segurança, o carro poderá oferecer às pessoas, além do tradicional deslocamento do ponto A ao B, tempo livre para ser utilizado da melhor forma possível.

Ao anunciar recentemente em escala global a eletrificação de todos os seus novos veículos a partir de 2019, a Volvo deu início a um dos movimentos mais significativos de um fabricante de automóveis ao apostar no motor elétrico mais de um século após a invenção do propulsor a combustão interna, preparando um novo capítulo na história automotiva.

“Isso diz respeito ao cliente”, disse Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Cars. “As pessoas exigem cada vez mais carros eletrificados e queremos responder às necessidades atuais e futuras dos nossos consumidores, que poderão escolher qualquer modelo Volvo que desejar”.

A Volvo Cars apresentará um portfólio de carros eletrificados em toda sua gama de produtos, abrangendo carros totalmente elétricos e híbridos plug-in. Serão lançados cinco carros totalmente elétricos entre 2019 e 2021, três dos quais modelos Volvo e dois veículos de alta performance da Polestar, a divisão de alto desempenho da Volvo Cars que se tornou marca independente.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta