Ambev usará o e-Delivery na distribuição de bebidas

ambev usará o e-delivery

O primeiro caminhão leve 100% elétrico desenvolvido no Brasil, o e-Delivery, já tem destino certo: vai distribuir bebidas da Ambev, em testes, a partir do próximo ano.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus informa que a a produção em série deste modelo está prevista para 2020.

“Estamos muito felizes com essa iniciativa, que traz avanços importantes para a indústria de logística verde. A utilização de veículos sustentáveis contribui para o nosso sonho de unirmos as pessoas por um mundo melhor”, afirmou Guilherme Gaia, diretor de Procurement da Ambev.

Além da Ambev, a Heiniken também já demonstrou interesse em ter o e-Delivery dsitribuíndo seus produtos.

O veículo traz soluções de última geração como sistemas inteligentes para ajustar a demanda da bateria conforme a operação e também para recuperar a energia da frenagem com o conceito Kers.

O e-Delivery pode chegar a uma autonomia de até 200 quilômetros, de acordo com a aplicação e a configuração do veículo. O e-Delivery estará disponível nos modelos de 9 e 11 toneladas, conforme a necessidade do cliente.

O trem de força foi desenvolvido em parceria com a Eletra exclusivamente para tração de veículos comerciais. É equipado com o novo motor elétrico WEG AL160, que entrega 80 kW (109 cv) de potência, com torque máximo de 493 Nm, e transmissão automática Allison. Conta ainda com bancos de bateria de íon-lítio LiFePO4. Tudo isso com emissão zero e nível de ruído extremamente baixo, melhorando o conforto no transporte urbano de mercadorias.

O modelo abrange duas opções de recarga: a recarga de oportunidade rápida, em que é possível assegurar 30% da carga em apenas 15 minutos, e pode ser realizada várias vezes ao longo da rota do veículo para aumentar sua autonomia; ou a recarga lenta, que em três horas atinge a carga máxima.

No conceito plug-in, as baterias do veículo são recarregadas por um carregador externo padrão CCS. Sua operação é bastante simples e amplamente difundida na indústria de elétricos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta