Amazon encomenda 100 mil vans elétricas

A Amazon anunciou a encomenda de 100 mil vans Rivian, startup fabricante de veículos elétricos americana com sede em Michigan, EUA.

O CEO da empresa, Jeff Bezos fez o anúncio durante evento enquanto apresentava um plano abrangente da Amazon para combater as mudanças climáticas.

Bezos disse que espera que as vans Rivian estejam em operação até 2030, evitando a emissão de 4 milhões de toneladas de carbono por ano. O lançamento das vans elétricas está previsto para 2021 e a expectativa é que 10 mil veículos já estejam na estrada em 2022.

vans rivian

A startup Rivian, que apresentou uma caminhonete e um SUV no final de 2018, recebeu no início deste ano um significativo aporte de grandes players do setor, que incluem a Ford e a própria Amazon.

A empresa de Bezos liderou uma rodada de financiamento de US$ 700 milhões em fevereiro passado, mas não divulgou o valor exato que estava contribuindo. Em abril, a Ford anunciou um investimento de US$ 500 milhões na Rivian, um investimento que, segundo as empresas, resultaria em um novo veículo elétrico a ser vendido pela gigante automobilística. Mais recentemente, a Rivian conseguiu um investimento de US$ 350 milhões da Cox Automotive, um grande nome no espaço de varejo e logística nos Estados Unidos.

O anúncio de Bezos revela um terceiro veículo na linha nascente de Rivian: uma van de entrega. Isso sugere que, em vez de focar exclusivamente no segmento off-road, a startup também estará olhando para veículos comerciais.

“Decidimos usar nosso tamanho e escala para fazer a diferença. Se uma empresa com tanta infraestrutura física quanto a Amazon — que entrega mais de 10 bilhões de itens por ano – pode cumprir o Acordo de Paris dez anos antes, qualquer empresa pode”, disse Jeff Bezos ao anunciar o conjunto de ações da empresa. “Grandes empresas que assinarem o Climate Pledge enviarão um sinal importante ao mercado de que é hora de investir nos produtos e serviços que os signatários precisam para cumprir seus compromissos.”

A iniciativa da Amazon parece ser uma contra ofensiva às críticas do grupo Amazon Employees for Climate Justice, formado por funcionários da empresa. Em 9 de setembro, milhares cruzaram os braços para cobrar maior comprometimento da empresa no combate às mudanças climáticas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta