Aliança VW e Ford avança com investimentos em veículos autônomos

A Aliança VW e Ford em torno de veículos elétricos e autônomos começa a se estreitar com o anúncio de investimentos na startup Argo AI para introduzir a tecnologia de veículos autônomos nos EUA e na Europa.

Aliança VW e Ford
O CEO da Volkswagen, Herbert Diess (dir.), o presidente e CEO da Ford, Jim Hackett, e o CEO da Argo AI, Bryan Salesky (centro), anunciaram que a Volkswagen está se unindo à Ford para investir na Argo AI, empresa de tecnologia de plataformas de veículos autônomos.

A Volkswagen vai investir US$ 2,6 bilhões na Argo AI, aplicando US$ 1 bilhão em dinheiro e contribuindo com sua empresa Autonomous Intelligent Driving (AID), de US$ 1,6 bilhão, que conta com mais de 200 funcionários – a maioria dos quais desenvolve tecnologia autônoma para o Grupo Volkswagen.

Com sede em Munique, na Alemanha, a AID se tornará a nova sede europeia da Argo AI e será liderada pelo atual CEO da AID, Karlheinz Wurm. Com a adição do time da AID, a Argo AI crescerá de 500 para mais de 700 empregados em todo o mundo

Como parte da transação, a Volkswagen também comprará ações da Argo AI da Ford por US$ 500 milhões ao longo de três anos. A Ford vai investir os US$ 600 milhões restantes do seu compromisso previamente anunciado de US$ 1 bilhão na Argo AI.

A transação com um todo leva o valor da Argo AI para o total de mais de US$ 7 bilhões.

 “Ao mesmo tempo em que a Ford e a Volkswagen permanecem independentes e altamente competitivas no mercado, unir-se e trabalhar com a Argo AI nessa importante tecnologia nos permite obter uma capacidade, escala e alcance geográfico sem igual”, disse Hackett. “Alavancar sinergias em várias áreas nos permite mostrar o poder de nossa aliança global nesta era de veículos inteligentes para um mundo inteligente.”

Ambos CEOs das empresas também anunciaram que a Ford será a primeira montadora, além da Volkswagen, a utilizar a arquitetura de veículos elétricos da Volkswagen e o Modular Electric Toolkit – ou MEB – para produzir um veículo de alto volume com emissão zero na Europa a partir de 2023.

A Ford espera produzir mais de 600.000 veículos na Europa usando a arquitetura MEB em seis anos, com a possibilidade, ainda em estudo, de lançamento de um segundo modelo da marca para clientes europeus.

A Volkswagen começou a desenvolver a arquitetura MEB em 2016, investindo aproximadamente US$ 7 bilhões nessa plataforma. A montadora planeja usá-la para produzir aproximadamente 15 milhões de carros somente para o Grupo Volkswagen na próxima década.

“Olhando para o futuro, ainda mais clientes e o meio ambiente se beneficiarão da arquitetura de veículos elétricos da Volkswagen que é líder da indústria. Nossa aliança global começa a demonstrar um potencial ainda maior e continuamos a olhar para outras áreas nas quais podemos colaborar”, disse Diess. “A expansão do nosso MEB reduz os custos de desenvolvimento de veículos com emissões zero, permitindo uma adoção global mais rápida e ampla de veículos elétricos. Isso melhora a posição de ambas as empresas, com maior eficiência de capital, crescimento e competitividade.”

Parceria no desenvolvimento de vans comerciais e picapes

A aliança VW e Ford continua desenvolvendo seu plano anunciado anteriormente de melhorar suas respectivas forças em vans comerciais e picapes médias nos principais mercados globais. O trabalho nessas linhas de veículos vai gerar eficiências significativas para ambas as empresas.

A Ford vai projetar e construir a picape média anunciada anteriormente para ambas as empresas, para clientes da Europa, África, Oriente Médio, Ásia-Pacífico e América do Sul, que deve chegar aos principais mercados a partir de 2022.

A Ford também vai projetar e construir vans comerciais grandes para ambas as empresas para atender os clientes europeus a partir de 2022, enquanto a Volkswagen vai desenvolver e construir uma van urbana para venda na Europa e outros mercados globais selecionados.

A Volkswagen e a Ford têm negócios altamente complementares em vans comerciais e picapes em todo o mundo, com modelos populares como a linha Ford Transit e a Ranger, assim como a Volkswagen Transporter, a Caddy e a Amarok.

Com a aliança VW e Ford, ambas as empresas esperam um crescimento global na demanda de picapes médias e vans comerciais nos próximos cinco anos, a colaboração nesses importantes segmentos permitirá oferecer tecnologias melhores e mais inovadoras mais rapidamente para os respectivos clientes, com melhor utilização da capacidade instalada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta