Alfa Romeo retorna à F1 depois de 30 anos

A Alfa Romeo assinou acordo de parceria técnica e comercial de vários anos com a  Sauber F1 para participar do mundial de Fórmula 1, começando pela temporada 2018.

Os carros da escuderia ostentarão as cores e a marca da Alfa Romeo e serão equipados com motores Ferrari 2018.

O escopo do acordo inclui cooperação estratégica, comercial e tecnológica em todas as áreas de desenvolvimento aplicáveis, incluindo o acesso ao know-how de engenharia e a experiência da equipe técnica da Alfa Romeo.

Esta parceria proporcionará oportunidades adicionais para as duas organizações na Fórmula 1 e no setor automotivo em geral.

O nome oficial será Alfa Romeo Sauber F1 Team.

“Este acordo com a Sauber F1 Team é um passo significativo na remodelação da marca Alfa Romeo, que retornará à Fórmula 1 após uma ausência de mais de 30 anos, período em que ajudou a escrever a história deste esporte. A Alfa Romeo vai se juntar a outras grandes montadoras e, ao mesmo tempo, os fãs da marca terão mais uma vez oportunidade de apoiar uma montadora que está determinada a começar a escrever um novo capítulo emocionante em sua história esportiva única e lendária “, disse Sergio Marchionne, CEO da FCA.

Pascal Picci, presidente da Sauber Holding AG, comentou: “Estamos muito satisfeitos em receber a Alfa Romeo para a Sauber F1 Team.

 

Espera-se que o retorno de Alfa Romeo, um dos principais protagonistas da história da Fórmula 1, contribua significativamente para o apelo e o desenvolvimento futuro do esporte.

A Alfa Romeo é conhecida em todo o mundo por seu patrimônio de corrida. A marca participou da Fórmula 1 de 1950 a 1988, tanto como construtora como fornecedora de motores.

Imediatamente após sua estréia, a Alfa Romeo ganhou os dois campeonatos mundiais de pilotos, em 1950 e 1951, com Nino Farina e Juan Manuel Fangio.

De 1961 a 1979, a Alfa Romeo participou como fornecedor de motores para várias equipes de F1.

Após o seu retorno como construtor em 1979, a Alfa Romeo alcançou o seu melhor resultado em 1983, ocupando o sexto lugar no campeonato de construtores.

Fora do circuito desde 1985, a Alfa Romeo retorna com a responsabilidade de manter seu currículo vencedor.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta