Airbus teve recorde de entregas no ano passado

Airbus teve recorde de entregas em 2017

As entregas de aeronaves comerciais da Airbus em 2017 cresceram pelo 15º ano consecutivo, atingindo um novo recorde da empresa de 718 aeronaves entregues a 85 clientes. As entregas foram mais de 4% maiores do que o recorde anterior, de 688 unidades, estabelecido em 2016. O total de 2017 é composto por 558 aeronaves de corredor único da Família A320 (das quais 181 são A320neo, um aumento de 166% em relação a 2016), 67 A330, 78 A350 XWB (um aumento de quase 60% com relação a 2016) e 15 A380. Além disso, para a produção anual, a Airbus chegou a 1.109 pedidos líquidos de 44 clientes. No final de 2017, a carteira geral da Airbus era de 7.265 aeronaves no valor de US$ 1.059 trilhões, segundo o preço listado.

“Um novo recorde de entregas da Airbus combinado com o nosso quinto maior volume de pedidos recebidos encerra um ano notável para nós. Esta conquista excepcional é um testemunho da dedicação de todas as nossas equipes e torna a empresa mais apta, forte e preparada para as oportunidades futuras”, comentou Fabrice Brégier, diretor de operações da Airbus e presidente da Airbus Comercial Aircraft.

Com esse desempenho, a companhia aumentou consistentemente as entregas ano a ano, com 15 anos consecutivos de aumento de produção. Nas quatro plantas da família A320 em Hamburgo, Tianjin, Mobile e Toulouse, a Airbus está a caminho de alcançar uma taxa de 60 aeronaves de corredor único por mês até meados de 2019. Enquanto isso, o A350 XWB está igualmente no caminho certo para atingir uma taxa de dez por mês até o final de 2018. O robusto recebimento de pedidos em 2017 resultou em uma relação de 1,5 entre reservados e faturados.

Alguns marcos industriais foram alcançados pela Airbus Commercial Aircraft em 2017, entre os quais estão a entrega do 100º A350 XWB, a entrega da 50ª aeronave da Família A320 pela linha de montagem final em Mobile, entrega do 100º A380 da Emirates, o primeiro voo do A330neo, a certificação do A350-1000, a entrega dos primeiros A321neo com motores CFM e P&W, inauguração do novo Centro de Finalização e Entrega do A330 em Tianjin, na China, com suas duas primeiras entregas, e a finalização estrutural do primeiro Beluga XL.

Com relação à internacionalização da empresa, a parceria com a China está em expansão e a participação da marca nas Américas também está sendo ampliada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta