Águia Branca renova frota com ônibus Mercedes-Benz de 15 m

ônibus Mercedes-Benz de 15 metros

Diante da nova legislação que, desde o início do ano autoriza o uso de carrocerias de 15 metros de comprimento em ônibus rodoviários – um metro a mais em relação ao comprimento máximo permitido até então – a Viação Águia Branca, do Espírito Santo, adquiriu 12 ônibus rodoviários Mercedes-Benz com chassis O 500 RSDD 8×2 e carrocerias Marcopolo.

Os veículos double decker (dois pisos), que deverão ser entregues em setembro, serão colocados nas operações de linhas de grande demanda da empresa capixaba, como o eixo São Paulo-Vitória da Conquista ou entre Salvador e o extremo sul da Bahia, onde a Águia Branca tem oferta regular de quatro horários por sentido por dia. No trajeto São Paulo-Vitória da Conquista, os novos ônibus double decker de 15 metros terão configuração de 64 poltronas semileito. Para o mercado do sul da Bahia serão alocados quatro ônibus com seis poltronas leito-cama no primeiro piso e 48 poltronas semileito no piso superior.

 

“Queremos, para esses passageiros, um serviço de maior valor agregado. Nos trechos entre Salvador-Itabuna e Salvador-Ilhéus, há muitos médicos que fazem escala uma vez por semana, além de empresários, que precisam viajar a noite toda e ao mesmo tempo descansar e a poltrona leito-cama torna-se flat (horizontal), com reclinação de 180 graus, equivalente à primeira classe de um avião”, destaca Paula Barcellos Tommasi Corrêa, diretora comercial e de marketing da Viação Águia Branca.

 

Ela explica que uma das estratégias da empresa para crescer este ano no mercado é atender melhor para ter passageiros mais satisfeitos e fazendo inovações para atrair a atenção de novos passageiros. A expectativa para 2017 é ir além do crescimento orgânico.

O desafio, segundo a executiva, é encaixar esses ônibus maiores nos mercados adequados, para manter um bom índice de ocupação dos carros. “Isso é uma quebra de paradigmas programada porque, durante muitos anos, entendemos que o caminho era a padronização da frota, mas agora estamos vendo a vantagem de ter carros específicos para alguns mercados, melhorando a rentabilidade”, avalia.

Dentro de seu programa de renovação da frota, que tem idade média de cinco anos, a Águia Branca planejou a aquisição de 100 novos ônibus em 2017, dos quais já firmou 60 compras com a Mercedes-Benz (48 chassis RSD 6×2, que serão entregues em junho próximo, e 12 chassis RSDD 8×2, 15 metros, com entrega prevista para setembro).

Os chassis double decker de 15 metros têm valor unitário de cerca R$ 450 mil e foram financiados pela linha Finame do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), conforme informou Paula.

A Viação Águia Branca conta com uma frota de 800 ônibus (100% da marca Mercedes-Benz) que circulam em aproximadamente 300 linhas, que transportam cerca de 11 milhões de passageiros por ano.

Chassi Mercedes-Benz de 15 metros

O chassi O 500 RSDD 8×2 de 4 eixos, com carroceria de  15 metros é uma aposta da Mercedes-Benz para expandir suas vendas no segmento de ônibus rodoviários. O modelo é indicado para as configurações double decker e high decker (piso superior com os assentos e piso inferior exclusivo para bagagens), veículos que geralmente são usados em linhas regulares de médias e longas distâncias, além de operações de turismo de luxo.

 

“Essa versão do O 500 RSDD está totalmente sintonizada com a nova legislação que entrou em vigor no início desse ano, autorizando a utilização de carrocerias de 15 metros em ônibus rodoviários. Isso deverá estimular as vendas de ônibus 8×2 com carrocerias double decker e high decker, voltadas a uma demanda das empresas do setor, que ganham mais capacidade para aumentar a oferta de assentos por viagem e oferecer mais conforto e espaço a bordo. Com maior número de assentos, elas podem garantir as gratuidades de passagens previstas em lei, alcançando assim os resultados operacionais esperados”, comenta Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

 

No primeiro trimestre deste ano a montadora comercializou cerca de 450 chassis da linha rodoviária e a expectativa, segundo Barbosa, é aumentar as vendas de rodoviários e alcançar perto de 50% de participação nesse nicho em 2017. Entre 2012 e 2016, a participação da Mercedes nesse segmento ficou em torno de 47%.

A Viação Garcia, do Paraná, também já está aderindo ao rodoviário de 15 metros e encomendou 12 unidades à Mercedes-Benz.

O executivo calcula que o mercado neste ano deverá somar entre 1.200 e 1.400 ônibus rodoviários (em 2016 foram vendidas 820 unidades).

De acordo com Barbosa, a nova legislação que autoriza  carrocerias com até 15 metros nos rodoviários é um dos  fatores que deverão impulsionar o crescimento nas vendas. “Isso significa aumentar a capacidade de transporte de passageiros e mais espaço para bagagens e encomendas, otimizando o custo da operação para as empresas de transporte e assegurando mais rentabilidade”, afirma.

O chassi rodoviário O 500 RSDD tem motor eletrônico OM 457 LA de 6 cilindros e 12 litros de cilindrada, com potência de 408 cv a 2.000 rpm, e torque de 1.900 Nm a 1.100 rpm. É equipado com câmbio automatizado GO 240 de oito marchas sincronizadas, o que proporciona melhores arrancadas e retomadas de velocidade, ultrapassagens mais ágeis e maior elasticidade das marchas.

O chassi O 500 RSDD 8×2 já era oferecido ao mercado para carrocerias de até 14 metros e continuará em linha como opção para os clientes.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta