ZF completa 60 anos de Brasil focada na mobilidade do futuro

60 anos da ZF no Brasil

Os 60 anos da ZF no Brasil foram marcados por inovações e pioneirismos. A unidade brasileira foi a primeira planta internacional da matriz alemã, que, à época, tinha apenas 43 anos de existência e tomara a acertada decisão de promover uma grande expansão de suas atividades para se tornar uma empresa global.

60 anos da ZF no Brasil

Fundada pelo visionário conde Ferdinand Von Zeppelin (o homem que desenvolveu e aperfeiçoou os famosos dirigíveis) em 1915, a ZF sempre foi uma empresa focada em desenvolver e produzir sistemas que viabilizam a mobilidade do futuro.

60 anos da ZF no Brasil

A companhia chegou ao País, instalou-se em São Caetano, ABC paulista, em 1958 com a missão de produzir as inovadoras transmissões que equiparam os lendários DKW, veículos que conquistaram a preferência dos brasileiros no final dos anos 1950 por aliar atributos técnicos como resistência e conforto.

Ao longo de seis décadas, em sua política de rápida transferência tecnológica entre suas unidades em todo o mundo, a ZF introduziu no Brasil novas tecnologias que tiveram impacto direto no aprimoramento técnico de segurança e eficiência dos veículos, embarcações e maquinas fora-de-estrada produzidos no País.

Nos últimos três anos, depois que incorporou a TRW, a ZF deu início ao processo de se tornar uma das principais provedoras globais de soluções capazes de tornar a mobilidade cada vez mais segura, sustentável e amigável ao meio ambiente. Assim como a matriz, a unidade brasileira se transformou em uma das referências mundiais do grupo em driveline e tecnologia de chassis, além de tecnologia de segurança ativa e passiva.

TraXon, 60 anos da ZF no Brasil

A transferência tecnológica entre as unidades da ZF no mundo é tão rápida que as modernas transmissões automatizadas TraXon, para caminhões extrapesados (as mesmas que equipam, inclusive, diversos modelos de caminhões autônomos em testes na Europa) e a EcoTronic, para caminhões médios e semipesados, já estão em produção no Brasil e disponíveis para equipar os novos caminhões que em breve serão lançados no mercado nacional. Além disso, por seu forte expertise no fornecimento de soluções tecnológicas para o setor agrícola aqui no Brasil, a planta da ZF, em Sorocaba, passou, neste ano, a ser o Centro de Competência Mundial para desenvolvimento de eixos agrícolas.

Mais do que uma empresa que produz sistemas mecânicos para a indústria, a ZF assumiu a responsabilidade de atuar como uma desenvolvedora de soluções inteligentes e vitais para permitir que os veículos de hoje e de amanhã sejam mais seguros, eficientes, inteligentes, conectados e ambientalmente amigáveis. A alta engenharia da empresa, atuando de forma integrada em todas as suas unidades no mundo, concentra esforços atualmente com vistas à eletromobilidade e à condução autônoma. 

Hoje, desenvolvendo e oferecendo ao mercado soluções tecnológicas que atendem as mais diversas áreas industriais, a ZF é reconhecida pela alta qualidade de seus produtos e serviços. A empresa é uma das maiores fabricantes de autopeças do País e de acordo com estudo da plataforma de emprego Indeed, publicado pela Forbes, a ZF está entre as dez melhores empresas para se trabalhar no Brasil e é a primeira entre as sistemistas.

Com faturamento perto de 4 bilhões de reais na América do Sul e com mais de cinco mil colaboradores em oito plantas industriais na região Sorocaba (onde fica o Headquarter na América do Sul), Araraquara, Engenheiro Coelho, Iracemápolis, Itu, Limeira e São Bernardo do Campo – no Estado de São Paulo – e San Francisco, Argentina), a ZF é uma empresa cidadã, engajada socialmente nas cidades onde atua e que investe sistematicamente na formação e reciclagem de sua mão de obra, tendo, inclusive, em sua matriz na região, em Sorocaba, construído a UniZF, um moderno centro de treinamento e qualificação profissional.

Com sua filosofia global “Vision Zero”, cuja meta é desenvolver produtos que contribuam positiva e ativamente para reduzir acidentes e emissão de poluentes ao nível zero, a ZF não mede esforços para dotar os veículos com inteligência artificial e, assim, permitir que seja possível, através do IoT que conecta sistemas, câmeras e sensores, que eles sejam dotados com capacidades até então humanas de “ver, pensar e agir”.

Investir maciçamente em inovações tecnológicas em favor da vida, buscando permitir que a mobilidade (de pessoas e de bens) seja segura e eficiente, posiciona a ZF como uma das mais respeitadas marcas do setor automotivo mundial. Em 2017 a empresa encerrou o ano fiscal com um recorde de vendas global de € 36,4 bilhões registrando crescimento de 6% em comparação com o ano anterior.

Wilson Bricio, 60 anos da ZF no Brasil

“Somos uma empresa que oferece soluções globais de mobilidade sustentável e a operação da ZF no Brasil está inserida neste contexto também como uma grande protagonista”, afirma Wilson Bricio, presidente da ZF América do Sul.


Com mais de um século de história no mundo e 60 anos de operação no Brasil, a ZF é uma empresa que sempre esteve à frente de seu tempo, oferecendo soluções para a mobilidade de hoje e amanhã.

No mesmo ano, a ZF investiu € 2,2 bilhões em pesquisa e desenvolvimento, um aumento de quase 15% quando comparado com 2016. Para este ano cerca de dois bilhões de euros serão destinados ao trabalho de desenvolvimento em todo o mundo. Isso significa que a parcela do orçamento alocada a P&D aumentará de 6,1% para quase 6,5%, neste ano.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta